jusbrasil.com.br
10 de Agosto de 2022

Preâmbulo Tech apresenta case de gestão com software jurídico na Fenalaw 2022

Em parceria com Abdalla e Landulfo Advogados o case “Como uma parceria de sucesso fez um escritório ganhar tempo, assertividade e produtividade” mostra os benefícios da ferramenta CPJ-3C

Publicado por Rodrigo Duarte
há 5 dias

Entre os dias 19 e 21 de outubro, será realizada em São Paulo a edição 2022 da Fenalaw, o maior evento nacional dedicado ao universo jurídico do Brasil, que neste ano terá 7 salas simultâneas com muito conteúdo e mais de 300 palestrantes.

No primeiro dia, 19 de outubro, das 11h às 11h30, a Preâmbulo Tech, empresa de tecnologia e uma das patrocinadoras do evento, que desenvolve soluções para o ecossistema da advocacia, vai ministrar o case “Como uma parceria de sucesso fez um escritório ganhar tempo, assertividade e produtividade”. A apresentação será realizada em parceria com o Abdalla e Landulfo Advogados no espaço Fenatalks.

O case traz para o público a visão do escritório sobre os benefícios proporcionados pelo software de gestão CPJ-3C, desenvolvido pela Preâmbulo Tech, a começar pelo processo de migração de dados para o novo sistema, que exige um alto grau de segurança. “Estamos no mercado há 32 anos, trabalhamos para empresas dos mais variados setores. Então tínhamos uma necessidade de mercado. O primeiro passo foi a migração, que é um desafio para toda e qualquer empresa jurídica. Mas para nós, não houve problemas”, afirma Marcelo Alves Cavalcante, sócio-diretordo escritório Abdalla e Landulfo Advogados.

“Tivemos aproximadamente 200 mil pastas migradas para o CPJ-3C e não perdemos nenhum prazo operacional nem jurídico. Só isso já é um case de sucesso. Mas além disso, o sistema traz benefícios que nós visualizamos, como conectividade com outras soluções, automação via workflow e inteligência artificial. Isso dialoga com a nossa cultura”, completa.


Marcelo Alves Cavalcante, sócio-diretordo escritório Abdalla e Landulfo Advogados.


Com unidades em São Paulo e Belo Horizonte, o escritório atua em diversos ramos do Direito, tanto na área de contencioso quanto na consultiva. Promove constantes pesquisas por novas soluções, visando antecipar-se às necessidades de mercado, com investimentos frequentes em tecnologia e inteligência jurídica. “Se eu não empregar alta tecnologia no meu negócio eu deixo de existir”, declara Marcelo.

Ao lado de Andreia Andreatta, diretora Comercial e de Marketing da Preâmbulo Tech, Marcelo Alves Cavalcante vai apresentar mais detalhes da migração e também de outros pontos dentro de todo o processo que envolve o CPJ-3C, que começa com a publicação, seguido de classificação da publicação (com inteligência artificial), sugestão de prazos (com workflow), até chegar na etapa final do protocolo.

“Um ponto que muito tem nos ajudado no escritório, e que faz muita diferença é o ganho de assertividade. Não basta apenas o ganho de produtividade, é preciso ter também assertividade. Isso se reflete nas publicações que são capturadas automaticamente e lançadas dentro do sistema, que tem uma inteligência artificial que sugere prazos para essa publicação. Eu recebia aproximadamente mil publicações diárias, que antes eram feitas manualmente. Hoje isso é capturado e lançado automaticamente dentro do sistema”, relata.

O escritório trabalha com o CPJ-3C há cerca de um ano e meio, em substituição a um sistema anterior. A época marcava o início da pandemia, e mostrou a eficiência do sistema para trabalho feito de forma remota. “Já estávamos alinhados para fazer a migração para o CPJ-3C. A pandemia trouxe a questão de que o sistema precisaria funcionar em nuvem de uma forma ágil. A Preâmbulo Tech carregou a minha base de dados em uma nuvem, que atendeu a minha necessidade de velocidade adequada”, recorda.

Andreia Andreatta acrescenta que o propósito da Preâmbulo Tech é auxiliar no gerenciamento dos escritórios de advocacia por meio de soluções tecnológicas capazes de facilitar a rotina com melhoria de performance. “Buscamos desenvolver ferramentas e soluções transformadoras para que nossos usuários realizem suas atividades com segurança e maior produtividade, podendo formar uma geração de profissionais mais eficaz e madura. Mais do que isso, criamos uma relação de parceria com nossos clientes, ouvindo suas necessidades. Assim podemos aprimorar constantemente nossas ferramentas. O case que será apresentado na Fenalaw pela Abdalla e Landulfo Advogados é um exemplo desta parceria”, finaliza.

Sobre: A Preâmbulo Tech é uma empresa de tecnologia focada no segmento jurídico, com sede em Curitiba, e 33 anos de mercado. Tem como objetivo principal facilitar o dia a dia e criar soluções para o mercado jurídico, desde escritórios de advocacia até departamentos jurídicos de empresas. Entre seus principais produtos está o “CPJ-3C”, uma solução que usa inteligência artificial, workflow para automatizar e simplificar a controladoria, análise financeira integrada ao processual e dashboards para acompanhar os resultados. Já o “CPJ-Cobrança” foi desenvolvido para a advocacia de massa, ativa e passiva, com o intuito de elevar a segurança nos procedimentos, garantindo melhores resultados. A Preâmbulo possui mais de seis mil clientes e 25 mil usuários. Líder no segmento de softwares, foi eleita por três vezes consecutivas como o software mais utilizado do Brasil por escritórios de advocacia pela Intelijur. A empresa é criadora da BrLawyers, uma comunidade para advogados com mindset de evolução, que oferece conteúdo para impulsionar a gestão jurídica, por meio da rede social Telegram.

Informações relacionadas

Vicente Aleixo, Advogado
Artigoshá 5 dias

É possível procuração para me representar no meu casamento ou no meu divórcio?

Yervant Zeitounlian, Bacharel em Direito
Artigoshá 5 dias

O impacto causado na sociedade pelo estatuto do desarmamento (Lei 10.8223 de 22 de dezembro de 2003)

Mayara Gevaerd, Advogado
Artigoshá 5 dias

Sancionada a lei Henry Borel: homicídio de criança agora é crime hediondo

Isaias Rufino de Souza, Advogado
Notíciashá 5 dias

Justiça condena Plano de saúde por aumento abusivo

ADVOGADO DIGITAL
Notíciashá 5 dias

Câmara aprova projeto que acaba com “saidinhas” temporárias de presos; entidades criticam

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)